Depois do adeus

Devido a diversos compromissos acabamos por escrever cada vez menos e não somos capazes de acompanhar o frenesim da novidade. Foi bom enquanto durou mas hoje o Mãos Visíveis acaba.

Em jeito de “até já” ficam aqui os 14 posts mais lidos de sempre (porquê 14? porque sim):

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

As três perspetivas sobre as PPPs na saúde

Segundo a FEP e a ARS-Norte há três perspetivas possíveis sobre as PPPs na saúde: são excelentes, são fantásticas e são espetaculares. Esta conferência, contando com a visão nada tendenciosa das pessoas que vivem das PPPs, promete revolucionar a economia, o país e até o mundo.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Mas onde é que esta gente aprendeu Economia?

Lê-se e não se acredita. Medina Carreira comenta os números da recessão e diz: «os recuos vão repetir-se “enquanto não se resolverem os problemas de base”, ou seja, enquanto o consumo, o investimento e as exportações não aumentarem e o desemprego for reduzido.»

Mas desde quando é que as descidas do consumo, do investimento e das exportações são problemas de base para a recessão? Elas SÃO a recessão. É o equivalente a dizer, o “PIB diminui, porque não cresce”.

Mas Medina Carreira não é o único a dizer coisas destas. Atentem nesta pérola que descobri ontem, por parte do Camilo Lourenço a explicar o crescimento do desemprego: “Mas por que sobe tanto o desemprego? Por causa da crise económica? Sim, mas isso não explica tudo. A razão principal é a falta de investimento.”

E a falta de investimento é o quê? Isso mesmo, crise económica. Ou seja: “temos desemprego por causa da crise económica? Não! É por causa da crise económica!”

Ok, bem sei que o senhor a seguir avança dizendo que a queda do investimento nada tem que ver com a crise económica mas sim com os ditos “problemas estruturais” da economia portuguesa. Claro, como é que não me lembrei? Obviamente que a recessão não provoca uma queda acentuada da procura com impacto para as empresas. Obviamente que a contínua flexibilização do “mercado de trabalho” em Portugal tem trazido óptimos resultados para o emprego. Obviamente que é da rigidez que os empresários se queixam.

Publicado em Economia, macroeconomia | Deixe o seu comentário

Immanuel Wallerstein em Lisboa

200px-Immanuel_Wallerstein.2008Uma oportunidade única para ver um dos mais brilhantes sociólogos da atualidade, Immanuel Wallerstein. Dia 14, às 18.30, na Gulbenkian. A entrada é livre.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Conversas sobre o senso comum

ZePovinho[1]Agora na segunda edição, as imperdíveis conversas da Cultra sobre as coisas que se ouvem na rua e que nem sempre correspondem à verdade. Abaixo segue o programa, que será também integrado na agenda na barra lateral. Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

No comment

Como é que alguém é capaz de dizer isto? Qual o nível de miopia, de falta de sensatez e falta de decência que é preciso para se dizer uma coisa destas? O que é que é aguentar senhor Ulrich? Aliás, chamar-lhe senhor é também uma falta de respeito.

Vejam com os próprios olhos:

Ouve-se e não dá para acreditar…

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário

Da (des)honestidade

imagesAngela Merkel, a chanceler alemã, tem no seu escritório um tapete roubado da II Guerra Mundial. O tapete foi roubado pelo chefe da força aérea e vice-Führer, Hermann Goering.

Publicado em Sem categoria | Deixe o seu comentário